sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sem gasosa, Coxas & Motoqueiros

Quem conhece o meio motociclístico brasileiro já ouviu falar de união, irmandade, paz, companheirismo entre outros valores que estão escritos em coletes, paredes, motos, tatuagens e tudo quanto é parafernalha.


Na prática já passei por algumas situações que os únicos "motociclistas" que estavam prontos para me ajudar no momento de aperto foram os motocas, os cgzeiros, cachorro-louco, que pegaram sua 125 e me ajudaram a empurrar até o posto mais próximo. Seja por descuido meu que acabou a gasosa, eu via os coxas passando com suas Harleys reluzentes na Avenida do Estado, mal olhavam para o lado.
Lembrando que muitos "Motociclistas" vivem disparando imagens pela rede e frases de que quase são superiores aos motoqueiros por terem comportamento civilizado, bom mocinho, politicamente correto, etc, sem esquecer que temos também motoboys filhosdaputa.
Não vamos generalizar pois tenho camaradas que param suas Fat Boy's também para ajudar os motocas que passaram um aperto, mas na prática, quando tive quedas em grandes avenidas ou quando fiquei sem gasolina pleno meio dia aos 34°, foram os motocas que prestaram uma assistência.


A crítica aqui não é aos coxas em específico que passaram direto, mas na hipocrisia que se tem no meio motociclístico, na prática os motocas fazem isso uns com os outros, irmandade blah blah blah e foda-se sua custom abaixo de 800 cc. A real é que no aperto meu chapa, sozinho a gente só se fode, motociclista não está só no tipo de moto.
Um brinde aos motocas que usam ela no dia-a-dia não só no domingo de sol e conhecem o siginificado de ajudar um irmão. Moto é lifestyle, não pra fazer pose no fim de semana.

Bella Sexta

Bella do dia, tattoo, bora ouvir um Suicidal.


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Armas Brancas

Eu assim como alguns camaradas gostamos um bocado de facas, martelos, machados entre outras variantes de "armas brancas", uns até montam coleção. O que entra em questão é a utilidade ao portar essas coisas com você e a polícia.



Quando fazia parte de um motoclube era muito comum os integrantes levarem um canivete consigo, o que na prática durante a "caminhada" se mostrou muito útil, a primeira impressão é para defesa pessoal (e que não deixa de ter essa utilidade), conforme foi passando tempo um parceiro caiu na Serra da Cantareira, lá se vai a faca para cortar matos para deixar nas curvas da estrada como aviso de acidente. Passou um tempo precisei ajudar outro camarada que bateu seu carro numa entrada de rodovia, uma curva perigosa de alta velocidade na garoa no meio da noite e aquele canivete com lanterna se mostrou muito útil para acenar para os carros que vinham em alta velocidade, cortar um fio com mal contato do pisca para remendar.


Quando jovem vivendo lá pro interior de Minas Gerais meu pai vivia com canivete pra todo lado, foi útil desde defesa contra animais até várias outras coisas, recentemente levava aquele belo facão debaixo do banco do carro para "resolver" possíveis problemas que possam ocorrer, a primeira impressão do velho quando mostrei as minhas facas foi admiração e nostalgia, quem diria um costume comum "dos antigos" como ele dizia, perdido nos dias de hoje. Outros tempos, outros usos, outra realidade.


Porém para boa parte dos policiais o simples porte de arma branca é algo criminoso passível de pena seila-o-que do código penal, houve casos em que eles "tomaram" o canivete de outros parceiros, quebraram, etc.
A realidade, no sentido legal da coisa é que não há nenhuma legislação que impeça o simples porte de armas consideradas brancas, como as cortantes, perfurantes e concussivas (como martelo) e o meio termo destas como cortantes/perfurantes.


E como de se esperar este tipo de coerção policial é abuso de autoridade:
É a regra do Estado de Direito, constituindo abuso de autoridade qualquer medida policial coercitiva contra o porte de lâminas. Ressalte-se que recente jurisprudência do Tribunal de Alçada Criminal do Estado de São Paulo, em julgamento de 13 de janeiro de 2000, proferido pela 7.ª Câmara ao apreciar uma apelação ( processo 1175279/8 ), decidiu que não configura infração penal o porte de arma branca. Confira-se a ementa 110400:
“ Lei de armas. Porte de arma branca. Punibilidade. Inocorrência: – O portar arma branca não tem nenhuma significação em termos de punibilidade, por não se tratar de instrumento cujo porte esteja condicionado à autorização de autoridade competente, conforme a Lei n.º 9437/97, que disciplina, exclusivamente, o uso de armas de fogo, sendo certo que viola o princípioda reserva legal a tentativa de incluir as armasbrancas na categoria daquelas cujo porte é disciplinado normativamente, ou supor para essa hipótese a manutenção do art. 19 da LCP, com suporte em decreto estadual de patente inconstitucionalidade.”
Por falta de preparo ou sadismo em alguns casos as forças da lei não agem de acordo com a legislação a qual defendem, enfim...

A primeira reação de algumas pessoas quando me vêem com faca é estranhamento, "para que você vai usar isso?" geralmente perguntam, não que algumas pessoas mereciam ser fatiadas, mas não é só isso, faca-violência-furarpessoas-matar. Tá mais para opinião da mídia.

O que eu quero dizer aqui módafocá é que algumas coisas são úteis para o nosso dia-a-dia, para quem tem uma rotina fora dos 8h00m as 17h00m e fora da mesmice então. Para aquele acampamento sem faca então? Mas não desmerecendo a possibilidade de auto defesa sim.

E o que acham dos usos das facas, canivetes, etc? Todo mundo vai sair cortando?


Passeio com a gata

Todo dia é dia para levar a gata para dar uma volta não?
Bella do dia.


Pinstripe

Uma técnica ainda não muito difundida no Brasil, talvez sejam pelas leis de trânsito que não facilitam a circulação dos hot rods e outros carros e motos customizados ou talvez por nossa questão cultural.
Há alguns artistas de renome que inclusive vendem video-aulas, etc.
O pinstripe verdadeiro, manual, ainda precisa ser mais difundido acá, mas tem um espaço na minha mente pra quando eu chegar na Harley.


Ahh mas no Brasil não tem essas paradas, etc. Então, as carroças eram pintadas antigamente com esta técnica para agregar valor ao produto, assim como muitos dos caminhões mais antigos aqui no nosso país com carroceria de madeira, só que um pouco diferente. 


Caso você não manja bulhufas desses rabiscos simétricos (e difíceis de se fazer com perfeição), dá uma conferida na história: http://www.pinstripe.com.br/paginas/pinstriping_no_mundo.html. Todos os créditos para o site desse cara.
E aí bora meter um rabiscão no capô daquele seu volkswagen 2007? Rsss


FTW

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Junkyard Preachers - Rocka nessa porra

Ta aí uma banda do caralho que tem tudo a ver com carros antigos, delícias e rockenroll.
Aumenta essa caxinha do pc e abre a breja.


Site da banda meio podrera, faça você mesmo: http://www.junkyardpreachers.com/

Link do youtube com som dos caras.




quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Inked Girls

Belas tatuadas?


Uma sereia com pernas de mulher. Perfeição ou perversão da natureza?

Cosa Nostra

Olha a máfia em ação!






Hora do racha!

Qual é o prêmio?


Sk8 & Café

Bora?


De vez em quando é bom fritar.

Rádio Online



Sapeando pela internet, estava eu procurando por informações sobre o Psycho Carnival quando acho no blog no zumbilly essa rádio, muito boa. Manda várias vertentes do Rock: Rockabilly, Psychobilly, Punk Rock, Surf Music, Garage Rock, Alternative Rock e rock independente local.
Rádio Cadillacs do Paraná.
Essa é pra você que quer sair um pouco do seu setlist repetido.

http://www.radiocadillacs.com.br/

The Handbuilt Motorcycle Show 2014

No mesmo fim de semana que ocorreu o Moto GP em Austin, no Texas em 2014, ocorreu o evento The Handbuilt Motorcycle Show, se liga na idéia deles:


Como a nossa existência coletiva desliza mais para a abstração digital, o evento Handbuilt Motorcycle Show vai na contramão das tendências das linhas de montagem e produção industrial, como uma espécie de nostalgia e sensação de que algo foi perdido, o evento afirma reviver a cultura da produção artesanal.



No mundo moderno de hoje com a produção em massa, poucos jovens são ensinados, estimulados a fazer o trabalho artesanal ou são incentivados a comercializar peças customizáveis, mesmo assim ainda hoje continua havendo uma atração universal à beleza que só pode ser feita por mãos humanas. O Handbuilt Motorcycle Show é uma vitrine inspiradora de obras de construtores e artesãos que combinam conhecimento, habilidade e engenho para mostrar as máquinas feitas a mão.



As pessoas anseiam por produzir e conhecer algo de fato original, fora das linhas de montagem de acordo com suas próprias preferências de design e função. Este incentivo do trabalho artesanal ajudou a criar o movimento que é a cena da moto custom.







E esse ano tem mais...

                     Video de divulgação:

video

Motos e mais motos...








quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Hot Rod & Belas

Quer melhor combinação?


The Hillbilly Moon Explosion

Enquanto dava uma olhada nas bandas do gênero de Hillbilly, uma espécie de rockabilly caipira, acabei encontrando essa banda (que não é Hillbilly). “The Hillbilly Moon Explosion” é formado por Oliver e Emanuela, que antes de formarem o grupo faziam parte de outros projetos musicais como o “Headhunters”, antiga banda de Oliver. Em 1998, gravaram uma demo com quatro faixas, que teve um relativo sucesso. Encontraram um baterista e um guitarrista para excursionar fazendo vários shows ao longo dos anos!





Depois dos Estados Unidos foi a vez de conquistar a Europa com muito sucesso. O segundo disco “Bourgeois Baby” foi lançado em 2004. Em 2010 foi a vez do álbum “Raw Deal” com hits como “Chick Rabit”, “Manic Lover” e “Brown Eyes Boy”.

O grupo se inspira no rockabilly e no blues em suas gravações e composições. Pitadas retrôs que deixam as músicas mais divertidas e ao mesmo tempo românticas. Acredito que a formação atual é Emanuela na guitarra base e vocal, Sylvain Petite na bateria, Oliver no baixo e vocal e James Duncan na guitarra.


Eu prefiro as músicas com Emanuela no vocal, confira aí:


Viúva Negra Cafe Racer

Andei pesquisando sobre modelos de motos fabricadas aqui no Brasil, de baixa a média cilindrada que foram transformadas em Cafe Racer e me deparei com a famosa "Viúva Negra", a RD 350, a customização não é nacional, mas a RD encontramos por aqui. Alguns modelos de baixa cilindrada ficam bonitos mas tem um pequeno problema, as motos não andam muito, as Cafe Racer são motos desenvolvidas para corridas de curto percurso, de um café para outro.
Segue abaixo o vídeo da Viúva Negra, não gostei muito do modelo do tanque mas merece todo o respeito afinal é uma 2 tempos nervosa e ótima para esse tipo de customização.



segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Encontro Mensal de Automóveis Antigos no Parque da Luz


Todo 1° domingo do mês ocorre o encontro de carro antigos ali no Parque da Luz, uma boa variedade de carros antigos, mechidos ou não, também um ótimo local pra encontrar os comparsas tomar uma gelada, comer aquele puta lanche. Na extremidade do lado da 23 de Maio, tem um estacionamento de motos e umas barracas dos Hells Angels M.C. com roupas, adesivos, cerveja e sempre bandas e músicos ao vivo pra curar a ressaca do sabadão bagunçado.

Data: todo 1º domingo do mês
Horário: a partir das 08:00h 
Local: Estação da Luz/Parque da Luz
Cidade: São Paulo-SP
Realização: Federação Paulista de Automóveis Antigos 
Tel.: (11) 9569-1937 (c/ Vicente) 



Fontde da Imagem: http://revistafullpower.uol.com.br/2013/05/encontro-em-sp-reune-carros-antigos-para-todos-os-gostos/

Opala SS


Da pra brincar?

Belas


Mais estradas virão

Quero que a estrada venha sempre até você
E que o vento esteja sempre a seu favor
Quero que haja sempre uma cerveja em sua mão
E que esteja ao seu lado, seu grande amor

Matanza - Tempo Ruim


Como retratar a cultura biker sem falar de David Mann?

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Shovelhead Harley Davidson

Os motores Shovelhead (Cabeça de Pá) de 1966-1985:  Inicialmente tinha 1200 cc (73 polegadas cúbicas) e a partir de 1978 foi aumentado para 1340 cc (82 polegadas cúbicas). O shovelhead foi um aperfeiçoamento do panhead descontinuado em 1965, mas com um visual diferente. Mas este novo visual fazia com que os motores shovel gerassem 10% a mais de potência do que os Panhead com a mesma cilindrada.



Fonte: https://bistury.wordpress.com/2010/12/15/evolucao-dos-motores-harley-davidson/

Um belo dia!

Mercedes?


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Baranga Rock'en Roll



Pois é galera!
Ta aí uma puta banda, conheci nas tardes regadas a cerveja muito som enquanto mexíamos nas motos nas tardes de sábado no Voodoo Choppers Kustom Klub, ali na Vila Medeiros. Grande amigo Marcelo que apresentou.

Confiram o site dos caras e a qualidade do material: http://barangarock.com.br/site/

Disaster Kultura Kustom & Motorcyles

Inicia-se um blog que não vem para explicar a história das coisas que envolvem o meio da Kultura Kustom, para isso recomendo os blogs ao lado, como o Old Dogs Cycles ou o bom e velho Google.

Venho aqui compartilhar imagens, experiências, notícias e eventos.

O bom mocinho M.C. tal qual faz parte do grande público motociclístico talvez pode não gostar muito, mas enfim...

Sugestões, solicitações eventos e a porra toda, só entrar em contato.
Chega da mesmice, foda-se Steppenwolf.


In join!